terça-feira, 30 de julho de 2013

P355: REVISTA "KARAS" DE JULHO

Bom, hoje é mais uma mini-Karas... Também, com o jet-set a banhos e sem convívios para recordar, o que é que queriam?...

 

12 comentários:

Anónimo disse...

Parabéns por este número inesperado e muito bem esgalhado.
Abraço de S.Martinho do Porto.
JERO

PS-Mandei hoje um texto sobre a Guiné(Saliquinhedim...frente a Farim).

Anónimo disse...

Vejo que continua a boa disposição e uma prodigiosa imaginação do "Diretor", da Revista Karas. A todos os camarigos, umas boas férias e bons banhos, sem afogamentos. Um abraço. Mª Arminda

manuel maia disse...

VI A "kARAS" DE HOJE E...


Se vos disser que não sei
aquilo sobre o que escreva,
a verdade vos direi,
deva fazê-lo ou não deva...

Por isso,como é p`ra malta
da Guiné, bem "camariga",
não posso ficar em falta,
urge fazê-lo em seguida...

Nessa Tabanca do Centro,
é são o ar respirado,
sabe bem estar aí dentro
dum local bem frequentado...

Estive a ver a "revista"
que o Miguel já fez sair,
gostei de lá pôr a vista,
e a prova é que estou a rir...

O chefe da FRELIBU,
almirante,pois então,
trata BUARCOS por tu
sua terra de eleição...

Com barbatanas e nu,
lá nos domínios Lapões,
José >Belo queima o ... "rabo"
dada a falta de calções...

Finalmente o Belarmino
vê seu leão a "rugir",
muito embora `inda "menino"
já faz Sardinha sorrir...

Paulo Moreno,que creio,
tem por arte a criação,
ao cozido outra vez veio
em busca de inspiração...

O António Pimentel,
com Moreno visitou,
"Tabanca" quase quartel
de quem na Guiné andou...

Manuel Reis que hoje faz anos,
foi p`ra ria, p`ra "Veneza",
terra de "ledos enganos"
linda Aveiro portuguesa...

Mexia está em digressão
afirma o redactor
mostrando o fado/canção
na faceta de cantor...

Nas águas de S.Martinho,
está Jero a veranear,
quase ,quase no "finzinho",
do livro por terminar...

Lá p`ra Sesimbra partiu,
aprendiz de natação,
por aquilo que se viu,
Miguel não aprendeu não...

Quanto ao autor destas linhas,
d`improviso "escrevinhadas",
alguma razão tu tinhas
num "resort" as senti nadas...


Como nota final,um abraço de parabéns ao Manuel Reis,hoje aniversariante.

A todos os outros "canarigos" em especial a Giselda e a Mª Arminda
um grande abraço camarigo e votos de umas férias saudáveis e baratas.

manuel maia


Anónimo disse...

Vamos lá botar "faladura".

Tal como o Manuel Maia também eu não pude deixar de rir com esta revista, foi de Karas que entrei na leitura e depois de Kara bem disposta saí.

Não sabia nem da escapadela do Almirante de Buarcos nem da tentativa frustrada, ao que me pareceu, do José Belo querer nadar em água em flocos. Já o director da Karas meter-se em novas aventuras de recuperação em rápidos lentos é saudar, mostra que está quase recuperado embora se queixe muito.

O JERO e o seu livro com tantas folhas não será que necessita ir ainda a banhos mais tempo?

O Régulo deve mesmo estar de férias e à espera do último comentário para desancar no pessoal, tão calado até agora...

Quanto à nova aquisição do Sporting, o leão, não é do Brasil ou de qualquer outro país da América do Sul, é da Rodésia, era surpresa até ao início do campeonato, mas no dia em que ele se aprontar pró cozido não sobram nem os ossos.

Bom, chega de conversa fiada por agora, bons banhos para quem a eles anda e umas restantes boas férias para todos.

Um abraço,
BS

Anónimo disse...

Afinal o pesadelo continua!

Nem nas férias nos deixam descansar e obrigam-nos a ler a revisteca mesmo que não haja nada para dizer!

A vaidade é tanta, é tão grande a ânsia do protagonista director que não se coíbe de pisar o risco dos bons costumes e da sã moral e toca de publicar pornografia barata, mostrando “cavalheiros” desnudos exibindo-lhes as nádegas sem qualquer pingo de timidez! Escusado será dizer que o rubor que me pintalgou as faces não há maneira de desaparecer e já pedi até a todos os Santos em geral que me devolvam a cor primitiva.

Assim se estragam as férias do pessoal, não é senhor director?

Estava eu preparado para publicar uns versinhos cheios de paz e harmonia que até se me foi a vontade de o fazer pelo que me despeço com três inspiradas quadras que nada têm a ver com o tal poeta Maia que já aderiu ao Bando que também dá pelo nome de Tabanca do Centro.

Viva Julho e viva Agosto
Que são meses de acalmia
Instala-se em Monte Real
Uma verdadeira alegria

Os Combatentes pançudos
Vão dar tréguas aos talheres
Cansados, velhos, carecas
Vão chatear as mulheres

Esta raça em extinção
Pior que a peste grisalha
Vai aproveitar as férias
E renovar o corta-palha.

O DENTIBUS ALBIS (#) de Buarcos

(#) Diz-se de um crítico que sabe atacar, motejar e até morder, sorrindo sempre…ignorantes…


Miguel disse...

Diz o DENTIBUS ALBIS (#) de Buarcos, justificando o seu nome:

“Um crítico que sabe atacar, motejar e até morder, sorrindo sempre…”

Não bastavam os FRELIBUS
E outros do mesmo jaez
Vem agora o Dentibus
Arengar por sua vez

Começa por explicar mal
Porque é assim chamado.
O Dentibus Albis real
Não é, como este, um safado.

Diz nos livros que este ser
Tem por hábito criticar
Mas fá-lo sem ofender
Muito menos injuriar.

E Albis – os dentes brancos
Dão-lhe um ar imaculado
Não será o caso deste
Que espuma por todo o lado…

Vem agora com pruridos
“Ai as nalgas do lapão!”
Vê lá mas é se com o frio
Não apanhou um abrasão!

“Atacar, motejar, até morder
Sorrindo sempre”… Ah, estupor!
Não temos tempo a perder
Com princípios deste teor

O melhor é continuarmos
Com aquilo que fazemos
E não nos intimidarmos
Com as afrontas que sofremos…

Um primo do Director

Anónimo disse...

O priminho do director
Veio á liça, foi o primeiro
Acertou o argumento
Com o Beauté Cabeleireiro

Vem outra vez com as nalgas
"Com as nalgas do lapão"
Ó homem, desapareça
Não lhe presto mais atenção

E não fale na FRELIBU
Que está em remodelação
Cuida-te pois, ó priminho
Vais levar um apertão!

DENTIBUS ALBIS DE BUARCOS
( só tenho primas )

Joseph Belo disse...

Meus Caríssimos Amigos.
As propostas-OBSCENAS!OBSCENAS!OBSCENAS!-por mim recebidas depois da publicacäo deste artigo levam-me a profundo sentimento de...pânico.
Será que "trilhei" (com gosto!com gosto!)caminhos errados nestes já mais de sessenta anos?
Já nada "COMO CERTO TENHO!
(Com o meu azar quanto a primos....näo serei uma das tais primas do Dentibus Albis?)

Miguel disse...

POR QUÉ NO TE CALLAS?

E segue sempre a bramir
O Albis, sem se calar
Será que vai prosseguir
Até a voz lhe falhar?

Só queremos conviver
E entra o fulano a matar
Afinal p´ra resolver
Traumas que o estão a afectar

Ó homem, vá-se tratar!
Vá rugir para outro lado!
Pois já anda a chatear
Quem só quer estar descansado!

Espero bem que o Almirante
(Gente fina lá da terra)
Trate deste meliante
Cópia dum rei de Inglaterra

Um Henrique Oitavo reles
Que corta, torce, rebenta
E pendura pelas peles
O coitado que o enfrenta

Fecho o assunto desde já
Venha o senhor que se segue
Pois este só quero que vá
Pró diabo que o carregue!

Outro primo do Director
(Atenção, queremos ficar por aqui,
mas se for preciso ainda há mais primos!)

Anónimo disse...

Tantos priminhos, ai,ai
Não sei onde isto vai parar
Se um entra, outro sai
Isto é a má língua a falar

Já estou a tremer de medo
Com as ameaças veladas
Que o primo do director
Lançou aqui, ás carradas

Não dormi, preocupado
Tenho medo de ir á rua
Já tenho lugar no "vai-vem"
P'ra fugir até á lua.

Só falta aparecer o chefe
O tal que se diz " Amado "
Então é que tenho a certeza
Fica o caldo entornado!

O grande de Monte Real
Mais o piloto mergulhador
Vão ser os primeirinhos
A sofrer um dissabor.

DENTIBUS ALBIS DE BUARCOS

Miguel disse...

Resposta ao Albis

“Ânsia de protagonismo”,
Diz com lata a Albis Rara
Mas tu tens cá um cinismo!
Falta-te vergonha na cara…

Quem aqui quer dar nas vistas
És só tu e mais ninguém,
É pena que não resistas
A fazer mais mal que bem!

Ai que és tão puritano!
“O traseiro está a mostrar!”
Não te importa que o fulano
Tenha a frente a congelar…

Ó Albis, faz-me um favor,
Vai para outra freguesia
Semear o teu rancor,
Espalhar a tua azia.

Não te preocupes connosco
Que nós cá ficamos bem
E deixa de ser tão tosco,
Vive o bom que a vida tem!

O sogro do 1º primo do Director
(Eu nem conheço o Director,
mas este Albis já me anda a irritar!...)

Marquês de Muntarriali disse...

Estando Amado Chefe gozando as suas merecidas férias, eis que vem um truculento DENTIBUS ALBIS DE BUARCOS, destilar o seu veneno sobre tão veneranda figura, nunca por demais elogiada e internacionalmente reconhecida por este tão simples, mas condigno título: Amado Chefe!

Claro que o Amado Chefe não desce tão baixo e por isso mesmo não dá resposta aos desmandos do tal Dentibus, que pobre coitado tenta sair do anonimato à custa da mui nobre Tabanca do Centro.

Mas eu, Marquês de Muntarriali, não posso deixar passar impune tal aleivosia e por isso aqui deixo escrita a minha revolta:

Cala-te lá, ó boca aberta,
Pobre coitado sem maneiras
Porque quando abres a boca
Ou entram moscas
Ou saem asneiras!

O pobre coitado ainda escreve frases como estas: «Escusado será dizer que o rubor que me pintalgou as faces não há maneira de desaparecer…»

O rubor, ó meu morcão,
é do tinto que emborcas
até caíres pelo chão
ao bateres de frente nas portas!

Ao nosso querido Director e seus distintos primos, deixo o meu inquebrantável abraço de solidariedade.

Não ligue Senhor Director
Aos dislates de tal nhurro
Lembre-se que não chega ao céu
A voz de um qualquer burro!


Marquês de Muntarriali
Em defesa do Amado Chefe e do nosso Director