terça-feira, 14 de agosto de 2012

P252: E ESTÁ PARA DURAR...


Camarigos

Devido a acontecimentos recentes que o afectaram fisicamente, o Miguel Pessoa tem limitado significativamente a sua colaboração no blogue nestes últimos tempos. Recebemos agora um e-mail deste nosso camarada  em que faz um ponto da situação que atravessa, que justifica esse seu menor envolvimento.

A Tabanca do Centro



“Caros amigos da Tabanca do Centro

Afastado do vosso convívio em virtude de uma queda azarada, embora limitado nas minhas capacidades continuarei dentro do possível a colaborar neste nosso blogue. No entanto, ao contrário do que alguém quer fazer constar, não é com o Photoshop que o problema se resolve... Tenho estado sujeito diariamente a sessões de fisioterapia, embora com progressos mais reduzidos do que eu gostaria. Sinto que me falta algo, mas espero conseguir vir a  ultrapassar essa sensação.

Aproveito para vos enviar uma cópia de uma foto que alguém resolveu tirar no decorrer da operação a que fui sujeito.

Um abraço amigo (não muito apertado, por favor).

Miguel Pessoa”

9 comentários:

Anónimo disse...

Já sei: o que te falta é o Cozido à Portuguesa!!!

eheheh

Grande abraço
Joaquim

Anónimo disse...

Caro Miguel

Um grande abraço e boa recuperação.

António Marques

Joseph Belo disse...

Depois do "bate-estradas" do nosso Amigo ter chegado à Lapónia (e pergunto-me:Saberäo as elites da nossa Forca***atencäo com cedilha!!!!!***Aérea da Guiné o que era o bate-estradas dos palmípedes?)...senti-me mais que obrigado a partilhar com o infeliz paciente(para näo usar o termo"coitadinho")uma das mézinhas de efeito bem documentado dentro do Círculo Polar Árctico. Säo necessários 2 limöes+uma garrafa grande,de plástico+um litro e meio de vodka caseiro a 87%+uma pele de rena das maiores.(Atencäo que a pele da alimária é fundamental no tratamento!).1)--Colocar o sumo dos dois limöes dentro da garrafa de plástico.2)---Colocar a garrafa cuidadosamente sobre o local dorido.3)---Quando a temperatura do sumo de limäo estiver igual à do corpo do paciente, misturar cuidadosamente o vodka com o sumo na mesma garrafa.4)---Beber a mistura toda em tragos cadenciados (no caso presente,e como é o ombro que serve de suporte à garrafa,uma palhinha é de recomendar).5)---A PELE DE RENA GRANDE????....para esconder a garrafa se aparecerem visitas ao doentinho! PS/Caso este efectivo remédio näo tenha um efeito completo por o doentinho ter misturado sumo de limäo a mais na receita,há sempre o recurso à célebre massagem da "Lapä-de-Mäos-Quentes".No entanto,e por recear que hajam criancinhas, ou camaradas sensíveis das nossas Tropas Especiais,a ler estes comentários,evito entrar em detalhes. E,ao paciente....Aquele abraco!

Manuel Reis disse...


Como disse o nosso estimado CHEFE o que faz falta ao Miguel é um bem abonado Cozido,elaborado na tabanca do Centro.

Um abraço.

Manuel Reis

Hélder Valério disse...

Caríssimo amigo Miguel

Meio a brincar, meio a sério, vai-se percebendo que o nosso Miguel vai recuperando. Devagarinho, mas vai.
E manifesta a esperança de que alcance mais progressos.
Deixa no ar a sugestão de que tema sensação de lhe 'faltar algo'. Cheguei a pensar que era 'Ferrero Rochet' mas já vi alvitrada a hipótese de ser o cozido, o que me parece ser mais plausível.
Li também a receita do nosso amigo 'luso-lapão' que me parece bem sugestionada, embora ache que será mais apetecível no inverno. Ah, e há também a tal possibilidade das massagens especiais....
Portanto, caro amigo, vamos aproveitar o tempo quente para uma boa recuperação e aparecer em grande forma nos encontros dos cozidos e voltar a escrever, aqui no blogue da 'Tabanca do Centro', e também reaparecer no nosso Blogue.

Boas e firmes melhoras.
Um abraço (com jeitinho)
Hélder

Anónimo disse...

Caro pessoal
Quando deixei no ar que sentia a falta de alguma coisa, referia-me apenas ao osso que deram ao cão - como se pode ver no cartoon que acompanha o texto...
Abraço (ligeiro). Miguel Pessoa

Joseph Belo disse...

Meu "Överste", näo é vergonha para ninguém reconhecer a falta do...COZIDO...mesmo que desossado.

Anónimo disse...

Roubaram o osso ao Miguel
Que tanta falta lhe faz
O sacana do cão papou-o
A mando do dr. Ferraz.

O animal engasgou-se
Foi parar ao veterinário
Não se faz isso a ninguém
Mas que doutor ordinário.

De luvas amarelinhas
Lembra-me o árbitro alemão
Aquele enorme tudesco
Que agrediu o Luisão!

Um pr'ó águia real de Buarcos.

Anónimo disse...

Mas que coisas fazem e dizem ao nosso amigo este Tabanqueiros do Centro. Se o cão tiver muita fome eu talvez possa arranjar eu pedacito de "Tripas à moda de Setúbal". Só o Miguel é que entende este trocadilho. Desejo-lhe franca recuperação e espero poder continuar a seguir estas amistosas e alegres mensagens. Um abraço. Mª Arminda